Dicas

Esclarecendo 5 mitos sobre sex shops!

Muita gente ainda tem um pé atrás quando o assunto é sex shop! Será que esse comércio é voltado somente para quem não tá satisfeito com o sexo? Será que o sex shop é um lugar onde a sacanagem corre solto? Só pervertidos compram em sex shops?

Para esclarecer esses e outras questões, explicamos aqui a verdade por trás de 5 mitos a respeito dos sex shops:

1 – Apenas mulheres usam produtos eróticos

Falso! Apesar das mulheres serem a maioria entre os clientes de sex shops, os números já vem mudando em relação a isso. De acordo com o levantamento da ABEME, a Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual, 30% das compras feitas em lojas físicas são feitas por homens, enquanto nas compras online já são cerca de 45% das compras feitas pelo público masculino.

Nosso público já é quase 50% masculino, mas a mulheres ainda tem mais iniciativa na hora de comprar!

Os números divulgados batem com os nossos aqui na Prazer Digital, pois 40% das compras são realizadas por homens.

2 – Sex shop só vende “pinto de borracha”

Muita gente tem a visão errada de que os sex shops só vendem vibradores e “paus de borracha”. Pode até ser que, lá no passado, as primeiras lojas de artigos eróticos deram muita ênfase para vibradores e próteses de borracha, mas atualmente a gente tem acesso a uma infinidade de produtos para ajudar a apimentar a relação. 

Aqui na Prazer Digital, por exemplo, temos lubrificantes, géis beijáveis, lingeries, masturbadores e muito mais.

Ah! É claro que também temos vários tipos de vibradores 🙂

3 – Produtos eróticos fazem mal à saúde e provocam modificações físicas

A falta de informação gera uma série de lendas a respeito dos produtos eróticos: de que fazem mal pra saúde, de que causam modificações físicas… Nada disso é verdade!

Todos os produtos passam por extensas fases de testes e só vão pra prateleira após certificação de que são seguros e que cumprem o que prometem.

Os géis, lubrificantes e óleos para massagem da Intt, por exemplo, são todos testados dermatologicamente e possuem aromas e sabores para todos os gostos.

Em relação aos acessórios eróticos, os cuidados são os mesmos e não há nenhum risco de que eles possam causar alguma alteração física ou mental em quem usa.

4 – Sex shop é coisa de pervertido

É uma baita de uma mentira essa história de que sex shops só é frequentado por pervertidos e pessoas com algum distúrbio sexual.

Como já mostramos aqui no nosso blog, o sexo, o afeto, as carícias e a sexualidade em geral fazem parte da natureza humano e de forma alguma isso deve ser visto como algo ruim ou pejorativo. 

É perfeitamente normal e aceitável nos dias de hoje querer experimentar produtos eróticos e a curiosidade sobre o assunto é completamente normal e saudável.

Não! Sex Shop não é coisa de pervertido! (foto: Pexels/Anna Shvets)

Mesmo sabendo que a sociedade está começando a ver com bons olhos o mercado erótico, ainda continuamos tomando o cuidado de enviar aos nossos clientes suas encomendas em embalagens discretas. 

5 – Sex shop é só pra “malcomidas” e insatisfeitos na cama

Assim como o mito de que sex shop é apenas pra pervertidos, tem muita gente que acha até hoje que só os(as) insatisfeitos(as) sexualmente procuram o sex shop. Esse pensamento atrapalha muito, pois as pessoas ficam com receio em conhecer e perdem bons momentos e sensações por pura falta de informação.

As pessoas geralmente procuram artigo erótico por curiosidade – por indicação de amigos em grande parte  – ou simplesmente por querer dar (e receber) um algo a mais na hora do rala-e-rola. A grande maioria dos clientes de sex shop é composta por pessoas sexualmente ativas e satisfeitas, mas é claro que algumas que também estão descontentes com alguma coisa na cama procuram por um complemento nos brinquedinhos sexuais.

No entanto, que fique bem claro, isso nunca é um problema.

Frequentar sex shop (mesmo que em lojas virtuais, como a nossa aqui na Prazer Digital) pode aproximar ainda mais o casal e tornar seu autoconhecimento ainda mais prazeroso. Experimente!

Mostrar postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *